O design como ferramenta de transformação com Marcelo Rosenbaum

O design como ferramenta de transformação com Marcelo Rosenbaum

Michell Lott, consultor de cores Suvinil, realizou mais um bate-papo para a #SuvinilNaSuaCasa! Essa semana, ele convidou Marcelo Rosenbaum para contar um pouco mais sobre o seu trabalho com o Instituto A Gente Transforma, que usa o design, as narrativas e o saber ancestral, como ferramentas de transformação.

No Instituto A Gente Transforma, Rosenbaum usa o trabalho e o consumo como ferramentas do design para criar um mundo melhor. Seu projeto em Várzea Queimada impactou a vida de 900 moradores e remete muito a reflexão por trás da paleta de cores Repenso: “se as mãos que tecem uma peça foram exploradas e exaltadas, faz diferença!”

Várzea Queimada e o bogoió

Várzea Queimada, no Piauí, é considerada por Marcelo como seu grande laboratório. “Decidimos ir lá, pois é uma das regiões com um dos menores índices de desenvolvimento humano. Quando chegamos, vimos que o que não falta é desenvolvimento humano!”, comenta Marcelo. “O que eles têm de amor, comunidade e troca é imenso, mas o que falta é oportunidade”.

Ao observar toda ancestralidade e saber dos ameríndios em Várzea Queimada, Rosenbaum percebeu que havia uma desvalorização dessa cultura. “O bogoió, um cesto feito por eles de palha de carnaúba, carrega um valor único”, diz Marcelo. De primeira mão, o povo não entendia a importância do que eles estavam criando. Com apoio do mercado, esses saberes importantes sobreviveram e trouxeram renda e trabalho para a população de Várzea Queimada.

“Quando pegamos a história que o bogoió carrega e vendemos para fora, isso transformou a comunidade. Eles começaram a lembrar ‘Poxa, meu avô realmente tem saber e valor!’. É transformador ela receber dinheiro pelo saber dela e dos seus avós, honrando eles e trazendo isso na mão e no coração. Assim, a memória deles vira um espiral de transformação. A comunidade começa a valorizar sua cultura e sua ancestralidade, e isso não tem preço”, comenta Marcelo.

O design como ferramenta de transformação

“A consciência de entender o tamanho do nosso privilégio pode nos trazer muita força para criar mudança”, diz Marcelo. “Em um momento da minha vida, comecei a questionar bastante meus privilégios e decidi usá-los ao meu favor, como uma ferramenta para a transformação. Como designer, o que eu sei fazer está dentro de um espaço ou objeto. De que forma eu poderia partir daí e fazer algo mais inclusivo?”

Marcelo acredita que o design, como qualquer trabalho, é uma forma de serviço, e o dinheiro não deveria ser o foco principal: “Nós nos perdemos no medo da escassez e esquecemos do outro e de como podemos trabalhar para melhorar e evoluir esse mundo”.

“Vivemos em um mundo onde a biodiversidade é finita. Profissionais de arquitetura e design devem refletir sobre qual é o objetivo de criar mais objetos e mais coisas para serem consumidas”, comenta Marcelo. “A palavra design vem de designar. Nós designamos o que o ser humano quer e precisa ser usado, então decidi dedicar meu tempo reavaliando isso”.

Para Marcelo, precisamos valorizar nossa conexão com o planeta: “Nós respiramos junto com a Terra e, portanto, fazemos parte dela como um todo. Temos muito para aprender e somos parte desse fluxo da natureza”, diz Marcelo. “No caso de Várzea Queimada, é uma loucura imaginar que um trabalho feito a mão, com fibras naturais, por mulheres reunidas e que trazem um conhecimento ancestral para criar algo belo, pode ser visto como algo sem valor ou menos importante do que um outro produto que vem de fora”.

O trabalho de resgate da memória realizado por Marcelo Rosembaum e equipe no projeto A gente Transforma fez com que o antigo utensílio esquecido e não mais utilizado, fosse lembrado, ressignificado e valorizado, trazendo toda carga histórica e bagagem cultural que o bogoió carrega, de volta ao mundo. Isso é uma nova forma de olhar para os valores humanos em comum para fazer descobertas coletivas, usando o design e as histórias como ferramentas de transformação para alcançar novas formas criativas que geram inovação social e consequentemente a evolução dos valores coletivos.

Gostou dessa história inspiradora? Acompanhe nossas redes sociais e fique por dentro de outros conteúdos cheios emoção como esse!

Acompanhe nossas redes sociais e fique por dentro de outros conteúdos como esse

Instagram: @tintas_suvinil

Youtube: TintasSuvinil

Pinterest: TintasSuvinil

Você pode recuperar a sua senha em poucos passos.

Digite o e-mail cadastrado e logo, logo você receberá nossas instruções para cadastrar uma nova senha.

Cadastro

Eu li e concordo com os
Termos de Uso & Política de Privacidade