Um bate-papo sobre o equilíbrio das cores com a arquiteta Helena Camargo.

Um bate-papo sobre o equilíbrio das cores com a arquiteta Helena Camargo.

Na última live #SuvinilNaSuaCasa, Life by Lufe convidou a profissional Helena Camargo da H2C Arquitetura para bater um papo sobre a casa da arquiteta, seus projetos e como as cores podem influenciar na decoração.

Dicas sobre composição de cores.

Helena oferece uma dica valiosa para quem está na dúvida sobre como fazer uma boa combinação: “Eu recomendo que as pessoas estudem o ambiente de acordo com a composição de cores. Se você gosta de amarelo, por exemplo, pense quais são as cores complementares ao amarelo que oferecem uma harmonia ao espaço e se há uma escala de cores para estudar que facilitam a tomada de decisão”.

A arquiteta utilizou o Feng Shui para trazer equilíbrio energético ao seu ambiente: “Se você tem a planta da sua casa, consegue fazer um estudo e descobrir as melhores cores para cada ambiente. É uma escolha ótima para quem quer trazer tranquilidade, prosperidade ou outras coisas positivas para o lar”. Outra recomendação é colocar a mão na massa e criar um moodboard para visualizar todas as possibilidades que você pode criar!

O apartamento e as cores de Helena Camargo

“Eu costumo deixar a casa em tonalidades mais neutras e com detalhes coloridos”, conta Helena. “Se exagero nas cores, acabo achando a visão muito estimulante. Prefiro destacar a cor pelos detalhes e criar uma história a partir daí”.

A preferência de cores da arquiteta pode ser vista por todo seu apartamento. Para trazer boas energias, a porta de entrada foi pintada no amarelo Sol Nascente. Ela é a tonalidade mais vibrante da casa, que é preenchida por outros tons mais amenos, como Dia de Chuva no efeito Cimento Queimado.

Em seu quarto, a cor Pedra Rosada aparece também no efeito Cimento Queimado e vem acompanhada do azul bebê Litoral Sul no armário ao lado. De acordo com Helena, os tons pastel trazem uma sensação de tranquilidade, mas podem ser escolhas arriscadas para quem tem medo de deixar o ambiente com uma cor monótona. Por isso, ela recomenda: “Quando pintei meu quarto, fiquei com receio do tom claro deixar meu quarto com um aspecto infantil. Por isso, optei por testar no local todas as tonalidades que me interessavam para ter certeza da minha escolha”.

Gostou das dicas da Helena Camargo? Você pode acompanhar as nossas redes sociais e ficar por dentro de mais conteúdos como esse @tintas_suvinil

Produtos e Cores relacionadas ao texto

Você pode recuperar a sua senha em poucos passos.

Digite o e-mail cadastrado e logo, logo você receberá nossas instruções para cadastrar uma nova senha.

Cadastro

Eu li e concordo com os
Termos de Uso & Política de Privacidade